sexta-feira, 14 de novembro de 2008

A Seleção do Muricy. A minha. E a sua?


O técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, esteve na segunda passada no programa "Bem, Amigos", do Sportv. Como sempre não fugiu de nenhuma pergunta, respondeu a tudo que lhe perguntaram. Mostrou porque é o melhor técnico do Brasil, porque é antenado com tudo, porque sabe ver o jogo como poucos. E porque é muito competitivo. Não saiu no ar a parte mais interessante da conversa, mas que agora foi divulgada pelo Renato Maurício Prado e Alberto Helena Junior, que estavam no programa. Muricy, pelo que se diz na imprensa, cotadíssimo para assumir a Seleção Brasileira no lugar de Dunga nesta virada de temporada, escalou o time que mandaria a campo caso fosse técnico da Seleção Brasileira. E mandou os seguintes jogadores:

Julio Cesar, Maicon, Lucio, Miranda e Juan (Flamengo); Hernanes, Ramires, Kaka e Alex (Internacional); Robinho e Luis Fabiano. Disse ainda que escalaria o Ronaldinho Gaúcho se estivesse em forma, no lugar do Alex.

Interessantíssima esta escalação. Primeiro porque começa com o Júlio César. Logo o técnico do São Paulo não levaria o Rogério Ceni, que ainda é apontado por muita gente da imprensa como quem deveria ser titular da seleção. Nunca achei o Rogério em condições de ser titular da seleção, atualmente menos ainda. Para mim sempre teve pelo menos um goleiro melhor do que ele. A distância hoje do Julio Cesar para os demais goleiros brasileiros é imensa. O goleiro da Internazionale é titular indiscutível.

Mas o mais bacana não é o goleiro. Muita gente diz que o Muricy gosta de três zagueiros. Mas ele escalou somente dois. Na verdade, o Muricy gosta de time competitivo. No São Paulo, pelo que ele tem nas mãos, precisa de três zagueiros. E os resultados mostram que ele está certo, às vésperas de conquistar o terceiro brasileiro consecutivo. No meio-campo, a maior diferença: Ramires e Hernanes nos lugares de Gilberto Silva e Josué. Quase óbvio, não? Tem que ser muito tosco para escalar (ou convocar) Gilberto Silva e Josué. Muricy não tem nada de tosco.

O técnico ainda justificou a escalação de Maicon muito bem. Disse ele que, num time com dois volantes pequenos e leves, somados a um lateral que apóia muito como o Juan, seria necessário ter um lateral direito forte fisicamente, que possa dar conta do amparo defensivo quando este time se debandasse para o ataque. Muita gente defende o Leo Moura na lateral direita. Concordo com Muricy neste ponto. Entre os dois laterais do Flamengo, Juan é mais novo e mais incisivo.

Se eu fosse o técnico da seleção, mandaria quase o mesmo time do Muricy, mas com o Lucas no lugar do Ramires e o Juan (Roma) no do Miranda. Mas Juan, Miranda e Thiago Silva estão em níveis muito próximos, qualquer um que entrar dá conta do lado do Lucio. Mantenho o capitão porque não escalaria dois zagueiros técnicos ao mesmo tempo. Acho que, historicamente, isso não dá muito certo, assim como escalar dois homens de área ao mesmo tempo no ataque, como Parreira fez com Ronaldo e Adriano. Com Ronaldinho Gaúcho e Adriano em forma, os escalaria nos lugares de Alex e Luís Fabiano.

E você, quem escalaria se estivesse no lugar do Dunga? Conte aí na caixinha de comentários!

2 comentários:

P8 disse...

Essa seleção tá melhor mesmo.

E acho que temos que dar o braço a torcer quanto ao Maicon. Andei vendo uns jogos da inter e ele melhorou muito nos cruzamentos. Depois, li que ele está treinando cruzamentos após os treinos a pedido do Mourinho. Ta explicado!

Hoje, acho que ele merece ser titular da seleção brasileira.

Alexandre Matos disse...

Diferença de ter técnico né? O Mourinho é bom pra caramba, apesar da marra.